Saiba tudo sobre o Glaucoma

 

O glaucoma é uma doença ocular capaz de causar cegueira se não for tratada a tempo, pois 80% dos casos não apresentam sintomas no início. É uma doença crônica que não tem cura, mas, na maioria dos casos, pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.

 

Para isso, é imprescindível consultar o oftalmologista regularmente. Segundo o Dr. Eduardo Miranda, o Glaucoma crônico simples, que é a forma mais comum da doença, é assintomático até a fase final de evolução. Por isso, a consulta de rotina deve ser feita dentro do intervalo regular para realizar medida de pressão intraocular e fundo de olho. Essa é a única forma de prevenir ou diagnosticar precocemente o glaucoma.

 

O tratamento ideal é aquele que melhor proporciona controle da doença, ou seja, a ausência de progressão. Pode ser feito através de colírios, laser ou cirurgias. 

 

Os colírios usados no tratamento do glaucoma têm dois principais mecanismos de ação: ou diminuem a produção ou aumentam a drenagem do líquido que circula dentro do olho, chamado humor aquoso, com a finalidade de baixar a pressão intraocular.

 

O objetivo do tratamento do glaucoma é preservar a visão e qualidade de vida do paciente. A obediência ao tratamento proposto pelo oftalmologista é importante, pois o glaucoma é uma doença que não tem cura, mas tem controle. Seguramente os pacientes que não fazem o tratamento adequado evoluem para a cegueira.

 

O glaucoma deve ser prevenido desde o nascimento, especialmente em famílias de portadores de glaucoma. Outros fatores de risco são: idade acima 40 anos, raça negra, usuário crônico de colírios com corticóide, portadores de doenças sistêmicas. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.

 

O acompanhamento deve ser o mais individualizado possível e depende do paciente, da agressividade da doença e da fidelidade do paciente ao tratamento entre diversos outros fatores.

 

É muito importante o diagnóstico precoce, portanto, em consultas comuns pode ser feito o diagnóstico precoce do glaucoma. O segundo ponto importante é a observação rigorosa do tratamento, lembrando que os colírios podem perder o seu efeito ao longo da vida, então há a necessidade de retornos periódicos para que se saiba se o tratamento está adequado ou não.

 

 

Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Perguntas e respostas sobre cirurgia refrativa a laser para miopia

September 22, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes

September 20, 2019

Please reload

Arquivo