Miopia: procedimento a laser pode reduzir grau ou até dispensar uso de óculos ou lentes

August 14, 2018

Técnicas para correção de grau têm avanços constantes e ajudam pacientes a terem melhor qualidade visual. População míope chega a 36% dos brasileiros, segundo CBO. 

 

 

Enxergar objetos próximos com clareza, mas os distantes com dificuldade. Esses são os principais sintomas da miopia, uma doença ocular crônica, geralmente hereditária, que atinge de 11 a 36% da população brasileira, podendo atingir até 72 milhões de pessoas, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). As dificuldades podem surgir gradativamente ou com rapidez para depois se estabilizar.  

 

O tratamento mais comum é o uso de óculos ou lentes de contato. Mas, nos últimos anos, cada vez mais pessoas têm corrigido a miopia por meio de um procedimento a laser conhecido como cirurgia refrativa. "Ao longo da última década, houve muitos avanços e os resultados da cirurgia para miopia surpreendem. Na maioria dos casos, o paciente pode voltar a atividades comuns em menos de 48 horas. Tudo depende da técnica indicada e das condições de cada pessoa. O procedimento a laser é rápido, com anestesia local e praticamente indolor", afirma o cirurgião oftalmológico Eduardo Miranda, membro da Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa, com mais de 20 anos de experiência. 

 

Foi em busca de uma melhor qualidade de vida que a farmacêutica e professora universitária, Juliana Anghinoni, 45 anos, decidiu fazer o procedimento. “Desde meus 10 anos eu tinha miopia. Antes da cirurgia eu estava com cerca de 7 graus. No ano passado decidi fazer a refrativa. O resultado foi melhor do que o esperado. A cirurgia me trouxe liberdade, pois hoje já acordo enxergando bem sem depender de óculos e nem de lentes de contato”, compartilha. 

 

Segundo a paciente, a cirurgia refrativa foi rápida e tranquila. “É importante escolher um oftalmologista de confiança, como foi o meu caso, o que me deu mais segurança. No pós-operatório não senti dor, apenas uma ardência que era aliviada com gelo. Realmente me surpreendi com o quanto foi tranquilo”, conta Juliana Anghinoni.

 

 

 

Principais Técnicas

Exames pré-operatórios ajudam a definir a técnica indicada para cada paciente, afirma Eduardo Miranda, oftalmologista. 

 

As técnicas mais usadas são o PRK e o Lasik. “O PRK é uma cirurgia feita na superfície da córnea. Nela é retirada a parte epitelial com laser, que é aplicado direto na membrana basal. Essa técnica tem como desvantagem a recuperação visual mais lenta, porém o nível de segurança é maior e cada vez mais os cirurgiões vem indicando essa técnica”, afirma o médico cirurgião oftalmológico, Eduardo Miranda, que dirige o Centro Oftalmológico PMX, em Curitiba, e atua também na formação de novos cirurgiões. 

 

No Lasik, é técnica com recuperação mais rápida, em alguns casos, chega a 48 horas. “Nesse procedimento é confeccionado o flap, como se fosse a tampa de uma laranja. Essa "tampa" pode ser feita com lâmina ou com laser e pode ter espessuras variáveis, de 90 a 160 micras. Nós utilizamos um software que analisa o nível de segurança para se realizar esse procedimento em relação à espessura da córnea. Quando os resultados pré-operatórios são positivos, é inquestionável a satisfação cirúrgica”, complementa o médico oftalmologista. 

 

Além da miopia, a cirurgia refrativa também pode ser realizada em pacientes com outras doenças oculares, como astigmatismo ou hipermetropia.

 

 

Quer saber mais sobre a saúde dos seus olhos? Confira mais matérias sobre esse assunto em nosso blog!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Perguntas e respostas sobre cirurgia refrativa a laser para miopia

September 22, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes

September 20, 2019

Please reload

Arquivo